O governo do Estado terá que encaminhar ao deputado estadual Zeca Viana (PDT-MT), no prazo de 30 dias, documentos que expliquem a destruição de um trecho recém-asfaltado da MT-020, que liga o município de Chapada dos Guimarães ao distrito de Água Fria. O requerimento de informações foi aprovado na sessão matutina desta quarta-feira (23/11).

Conforme Zeca Viana, está claro que há defeitos no projeto e na execução da drenagem da obra, pois já deveria ter sido previsto uma forma de escoar a água das chuvas sem que a pavimentação fosse prejudicada.

“Faltou um trabalho mais técnico, porque o material que eles estavam usando lá é muito arenoso, tanto é que quando a chuva começou a pressionar levou a pista toda embora. É lamentável o nosso governador, que sempre criticou os asfaltos de Mato Grosso, dizendo que era ‘casquinha de ovo’, infelizmente ele se deparou com essa realidade”, disse Zeca Viana.

O asfaltamento da MT-020 custará R$ 27 milhões aos cofres públicos. A obra, com 54,9 quilômetros de extensão, foi lançada no dia 15 de março e tinha previsão de entrega para o dia 15 de março de 2017.

O deputado ainda lembrou que esta não é a primeira obra do governo Pedro Taques (PSDB) que apresenta problemas. Em setembro deste ano, uma ponte de madeira recém-inaugurada na MT-474 cedeu e derrubou um caminhão no Rio das Mortes, no distrito de Paredão Grande, em Novo São Joaquim. O motorista conseguiu escapar com vida.

“Veja a ponte do Rio das Mortes. Liberou a ponte, de 115 metros, na segunda-feira e na quarta um caminhão caiu com ponte e tudo dentro do rio. Então, eu acho que tá faltando uma fiscalização mais séria, mais rígida, por parte dos secretários do Pedro Taques”, lembrou o parlamentar.

O argumento de Zeca foi logo acompanhado pelo deputado Sebastião Rezende (PSC-MT), que disse estarem evidentes as falhas no projeto de drenagem do terreno.

“Eu quero crer que essa obra tenha projeto executivo, porque não é aceitável acontecer dessa forma. Mesmo sendo uma chuva torrencial, não comum, mas deveria haver a previsão de que a água precisaria passar nesse ponto era algo previsível”, complementou Rezende.

DE OLHO NO FETHAB

Em outro requerimento, o deputado Zeca Viana cobrou a prestação de contas dos recursos arrecadados este ano pelo governo do Estado por meio do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), apontando ainda a destinação das verbas.

“Hoje nós estamos pagando em torno de 70 centavos de dólar em cada saca de soja. É muito dinheiro. E nós precisamos fiscalizar e acompanhar essas ações, porque o produtor também não aguenta jogar dinheiro no ralo. Se o dinheiro do Fethab não for muito bem aplicado, nós vamos prejudicar o produtor e o dinheiro acaba sumindo”, concluiu.

Com o intuito de ampliar os investimentos em Transportes e Habitação, o Fethab arrecadou R$ 868 milhões em 2015, por meio de uma taxa sobre as commodities e o óleo diesel. Com as mudanças implementadas pelo Fethab 2, a previsão é que a arrecadação chegue a R$ 950 milhões em 2016.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Zeca cobra explicações do governador sobre atraso ... Foto: JLSiqueira (ALMT) O deputado estadual Zeca Viana (PDT-MT) apresentou nesta terça-feira (16.01) um requerimento para que o governador Pedro T...
Zeca propõe orçamento transparente e quer barrar ‘... Visando a gestão transparente do dinheiro público e impedir a governança por meio de decretos, o deputado Zeca Viana (PDT-MT) apresentou nesta quarta-...
Zeca Viana apresenta projeto para municipalizar MT... Local de frequentes acidentes devido à falhas de sinalização, o trecho da rodovia MT-130 a cidade de Primavera do Leste (244 km de Cuiabá) poderá ser ...
Deputado critica manobra de Taques no STF para leg... O deputado Zeca Viana (PDT-MT) questionou da tribuna da Assembleia Legislativa o fato de o governador Pedro Taques (PSDB), via Secretaria de Gestão, t...