Puxado pela safra nacional recorde de grãos, Mato Grosso deve ter um crescimento no seu Produto Interno Bruto (PIB) de 5,1%. A conclusão faz parte do estudo “Mapa da recuperação econômica”, dos economistas Everton Gomes e Rodolfo Margato, do banco Santander. As informações são do jornal Valor Econômico.

Logo após Mato Grosso vem o estado do Maranhão (3,1%), Mato Grosso do Sul (2,4%), Goiás (2,2%), Santa Catarina (2%), Tocantins (1,9%), Piauí (1,7%), Paraná (1,7%) e Rio Grande do Sul (1,5%).

Os Estados do Centro-Oeste e sul crescem mais rápido devido ao agronegócio, e terão um crescimento discrepante comparado a outros Estados do país. Das 27 unidades da federação, sete devem ter queda do Produto Interno Bruto (PIB) em 2017.

A economia do Brasil cresceu pelo segundo trimestre consecutivo, após um longo período de recessão. De acordo com o estudo, o PIB deve crescer 0,5% neste ano na média nacional. (Rafael Medeiros Especial Fato e Noticia)

Crescimento previsto para 2017

Mato Grosso: 5,1%
Maranhão: 3,1%
Mato Groso do Sul: 2,4%
Goiás: 2,2%
Santa Catarina: 2%
Tocantins: 1,9%
Piauí: 1,7%
Paraná: 1,7%
Rio Grande do Sul: 1,5%
Rondônia: 1,4%
Roraima: 1,2%
Amapá: 1,2%
Minas Gerais: 0,8%
Espírito Santo: 0,7%
São Paulo: 0,5%
Amazonas: 0,5%
Rio Grande do Norte: 0,5%
Ceará: 0,5%
Sergipe: 0,1%
Paraíba: 0,1%
Distrito Federal: -0,2%
Pará: -0,2%
Acre: -0,3%
Bahia: -0,3%
Pernambuco: -0,6%
Alagoas: -1%
Rio de Janeiro: -1,4%

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Embrapa faz diagnóstico da piscicultura em MT e pr... Técnicos visitaram piscicultura no Lago do Manso. (Foto: Ari Miranda) Visando desenvolver novas tecnologias para a cadeia produtiva da aquicultura...
Empresários e deputados sinalizam adiar votação da... A primeira audiência pública para debater a Reforma Tributária na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, realizada nesta terça-feira (29), terminou co...
Frente Parlamentar debate pavimentação de rodovia ... POR Priscila Mendes / ALMT   A Frente Parlamentar do Agronegócio recebeu na tarde desta terça-feira (7) as demandas e sugestões do Grupo pe...
Zeca Viana lembra que lutou contra negociação em d... Apontada como um dos principais vilões dos gastos do orçamento do Estado, a negociação em dólar de parte da dívida pública de Mato Grosso foi combatid...