Foto: JLSiqueira/ALMT

O contrato e os pagamentos de publicidade do governo Pedro Taques (PSDB), no valor original de R$ 70 milhões, foram questionados e fiscalizados pelo deputado Zeca Viana (PDT-MT) em setembro e dezembro de 2015 e fevereiro de 2016 junto ao Gabinete de Comunicação (GCom) e ao governador. Em um dos requerimentos encaminhados, o parlamentar alertou sobre “crime de responsabilidade” de Taques e do ex-secretário, diante da demora na resposta e informações incompletas.

A publicidade do governo e os pagamentos foram suspensos por liminar da juíza Célia Vidotti na semana passada, após uma ação de improbidade administrativa e corrupção empresarial ajuizada pelo Promotor de Justiça Mauro Zaque, da 11ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público.

A ação investiga Kleber Lima e 5 agências de publicidade. O processo questiona um almoço de fim de ano em dezembro de 2016, realizado com a imprensa, de caráter político e de promoção pessoal do governador Pedro Taques, o que é vedado por lei na comunicação e publicidade pública.

Zeca Viana fez o requerimento 431/2015 em setembro de 2015 ao governador e ao ex-secretário do GCom, jornalista Jean Campos. Zeca Viana solicitou cópia de todos os contratos de publicidade e o empenho, liquidação e pagamento de janeiro a setembro de 2015 nos segmentos de mídia televisão, rádios, jornais, sites, revistas e outdoor.

“Requeiro as informações para subsidiar a função típica deste parlamentar no exercício de suas atribuições e quanto aos valores gastos com a publicidade do Governo do Estado de Mato Grosso para se ter controle dos gastos, bem como saber se o valor obedece ao limite legal”, justificou o deputado na ocasião.

Respostas incompletas

Devido o governador e o ex-secretário terem respondido de forma incompleta, além da demora na resposta, Zeca Viana reiterou novo requerimento em 2 de dezembro de 2015.  No novo documento, o deputado acrescentou pedido da cópia do contrato 018/2009 (prorrogação) e seus empenhos, liquidação e pagamentos.

Novamente em função de respostas incompletas do ex-secretário Jean Campos e do governador Pedro Taques, Zeca Viana fez novo requerimento de informações (26/2016) em 16 de fevereiro de 2016.

Além das cobranças anteriores, o deputado solicitou cópia do Processo Administrativo número 375384/2015, relativo à Concorrência Pública número 001/2015 para contratação de 5 agências de publicidade para prestar serviços ao governo.

O deputado também reiterou possível “crime de responsabilidade” do governador e ex-secretário, se as informações não fossem respondidas no tempo legal.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Zeca contesta multa de R$ 100 milhões em contrato ... Foto: JLSiqueira/ALMT A existência de uma multa de R$ 100 milhões ao rompimento do contrato entre o governo do Estado e a EIG Mercados Ltda, alvo da...
Zeca Viana defende CPI para investigar grampos ile... O deputado estadual Zeca Viana (PDT-MT) defendeu a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a interceptação telefônica i...
Zeca Viana propõe mudanças no Teto de Gastos para ... Foto: Marcos Lopes (ALMT) Buscando aprimorar o projeto do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do Estado de Mato Grosso, conhecido como Teto de Gast...
Zeca Viana pede Assembleia independente para conte... Apesar da nova votação do parecer das contas do governo em comissão interna da Assembleia Legislativa, o deputado Zeca Viana (PDT-MT), voltou a aponta...