Foto: JLSiqueira/ALMT

O contrato e os pagamentos de publicidade do governo Pedro Taques (PSDB), no valor original de R$ 70 milhões, foram questionados e fiscalizados pelo deputado Zeca Viana (PDT-MT) em setembro e dezembro de 2015 e fevereiro de 2016 junto ao Gabinete de Comunicação (GCom) e ao governador. Em um dos requerimentos encaminhados, o parlamentar alertou sobre “crime de responsabilidade” de Taques e do ex-secretário, diante da demora na resposta e informações incompletas.

A publicidade do governo e os pagamentos foram suspensos por liminar da juíza Célia Vidotti na semana passada, após uma ação de improbidade administrativa e corrupção empresarial ajuizada pelo Promotor de Justiça Mauro Zaque, da 11ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público.

A ação investiga Kleber Lima e 5 agências de publicidade. O processo questiona um almoço de fim de ano em dezembro de 2016, realizado com a imprensa, de caráter político e de promoção pessoal do governador Pedro Taques, o que é vedado por lei na comunicação e publicidade pública.

Zeca Viana fez o requerimento 431/2015 em setembro de 2015 ao governador e ao ex-secretário do GCom, jornalista Jean Campos. Zeca Viana solicitou cópia de todos os contratos de publicidade e o empenho, liquidação e pagamento de janeiro a setembro de 2015 nos segmentos de mídia televisão, rádios, jornais, sites, revistas e outdoor.

“Requeiro as informações para subsidiar a função típica deste parlamentar no exercício de suas atribuições e quanto aos valores gastos com a publicidade do Governo do Estado de Mato Grosso para se ter controle dos gastos, bem como saber se o valor obedece ao limite legal”, justificou o deputado na ocasião.

Respostas incompletas

Devido o governador e o ex-secretário terem respondido de forma incompleta, além da demora na resposta, Zeca Viana reiterou novo requerimento em 2 de dezembro de 2015.  No novo documento, o deputado acrescentou pedido da cópia do contrato 018/2009 (prorrogação) e seus empenhos, liquidação e pagamentos.

Novamente em função de respostas incompletas do ex-secretário Jean Campos e do governador Pedro Taques, Zeca Viana fez novo requerimento de informações (26/2016) em 16 de fevereiro de 2016.

Além das cobranças anteriores, o deputado solicitou cópia do Processo Administrativo número 375384/2015, relativo à Concorrência Pública número 001/2015 para contratação de 5 agências de publicidade para prestar serviços ao governo.

O deputado também reiterou possível “crime de responsabilidade” do governador e ex-secretário, se as informações não fossem respondidas no tempo legal.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Para Zeca Viana, ‘Pedro Taques não é honesto’ e po... Foto: JL Siqueira (ALMT) O deputado Zeca Viana (PDT-MT) discordou do vereador que acumula função de deputado, Marcrean Santos (PRTB), que o governad...
Zeca Viana defende CPI para investigar grampos ile... O deputado estadual Zeca Viana (PDT-MT) defendeu a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a interceptação telefônica i...
Zeca Viana aciona Taques e secretário de saúde no ... Foto: JL Siqueira (ALMT) O deputado Zeca Viana (PDT-MT) acionou no Ministério Público Federal (MPF) o governador Pedro Taques (PSDB) e o secretário ...
Para Zeca Viana, oposição fiscaliza para governo n... Foto: Ari Miranda - Assessoria O deputado Zeca Viana (PDT-MT) afirma quea oposição vai continuar a fiscalizar o governo Pedro Taques, para a gestã...