Frente Parlamentar e UFMT realizarão seminário sobre Nanotecnologia na agricultura

  Com o objetivo implantar novas tecnologias voltadas para o agro do estado, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), por meio da Frente Parlamentar do Agronegócio, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), realizará em Cuiabá o I Seminário Mato-grossense de Nanotecnologia na Agricultura, o MT NanoAgro. O evento ocorrerá no próximo dia 7 (terça), às 9h no Teatro Zulmira Canavarros, e discutirá temas como o uso de nanopesticidas e nanofertilizantes como forma de otimizar o uso de insumos agrícolas e reduzir seus impactos no meio ambiente, além do uso de biosensores na agricultura de precisão e Legislação Brasileira de Nanotecnologia. O coordenador-geral da Frente Parlamentar do Agronegócio, deputado Zeca Viana (PDT-MT) falou sobre a importância da parceria com a UFMT, enfatizando que o MT NanoAgro foi desenvolvido com a proposta de melhorar e tecnificar a produção de grãos em Mato Grosso. “A parceria com a Universidade Federal é fundamental para a realização de estudos e difusão de novas idéias entre produtores e profissionais do agronegócio sobre a importância e os impactos positivos da nanotecnologia no setor. Ou seja, queremos mostrar aos produtores que eles podem sim produzir com mais qualidade e baixo custo”, disse o parlamentar. O pesquisador e consultor técnico da Frente Parlamentar do Agronegócio, professor Leôncio Pinheiro explicou que a nanotecnologia é algo bem presente no dia-a-dia das pessoas. “Muitos produtos que consumimos no dia a dia, como sabonetes, detergentes e alimentos, como queijos e maionese, tem elementos nanotecnológicos em sua composição. E com a nanotecnologia aplicada na agricultura, podemos diminuir o uso de insumos e termos um maior aproveitamento deles, gerando...

Zeca Viana intervém e governo mantém incentivo para o feijão

18Foto: Arquivo da InternetO deputado Zeca Viana (PDT-MT) fez uma intervenção na tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (17) e cobrou do governador Pedro Taques (PSDB) a manutenção do incentivo fiscal para produtores de feijão. O parlamentar atendeu a demanda dos vereadores de Primavera do Leste (220 Km de Cuiabá) e de empresários que estavam reunidos na noite de terça-feira na Câmara Municipal da cidade. “Teve outras situações que a lei estava vencida, no mesmo jeito do caso do feijão, e ele sancionou, porque era do interesse dele”, disse Zeca Viana. Após encerramento da sessão na Assembleia Legislativa, o deputado obteve a informação de porta-voz do governo de que o incentivo será prorrogado até dezembro para a comercialização interestadual. O que implica no crédito presumido 66,66% do Regulamento ICMS/2014. Uma decisão da Secretaria de Fazenda (Sefaz) publicado no Diário Oficial com data de 17 de abril indeferiu o crédito presumido. O deputado Zeca Viana diz que este ano o plantio de feijão diminuiu por causa da falta do incentivo fiscal. “Inviabiliza e não é competitivo com outros Estados. Faz com que trave os negócios dos produtores e não tem geração de empregos e renda”,...