Zeca Viana cobra Botelho sobre votação do relatório da CPI da Copa e votação fica para terça-feira, dia 25

O deputado Zeca Viana (PDT-MT) cobrou o relatório da CPI da Copa ao presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), e do vice-presidente, Gilmar Fabris (PSD), na sessão da última quarta-feira (19). Viana apresentou um requerimento com esse objetivo. O presidente Botelho atendeu ao requerimento do deputado Zeca, ordenou a distribuição do relatório da CPI aos deputados e a votação foi marcada para a próxima terça-feira (25). “O relatório está concluído. Nós não vamos votar porque vamos distribuir o relatório a todos os deputados. E marcamos a votação para próxima terça-feira”, avisou Botelho, antes de encerrar a sessão vespertina. Em seu argumento, o deputado Zeca justificou a necessidade dos deputados conhecerem o teor do documento antes da votação. Pois, havia dúvidas sobre a manutenção do texto. Ele disse que o relatório da comissão apontou irregularidades do consórcio construtor na execução das obras em Cuiabá da Copa do Mundo de 2014, como no caso do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). “Eu sei do trabalho que a CPI teve. Mas está me pairando um sentimento de alguma coisa estranha, porque o nobre deputado Wilson Santos, secretário, nosso colega, veio para esta Casa, segundo a imprensa, para convencer os colegas a não votarem o relatório”, afirma Zeca Viana. O deputado ainda disse que está em seu poder um parecer do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MT) que reprova a forma de pagamento proposto para a retomada das obras do VLT e a continuidade pelo mesmo consórcio ou empresas vinculadas a ele. Na obra do VLT já foi utilizado o valor de R$ 1,066 bilhão e ele não foi concluído. A obra...

Deputado Zeca Viana cobra esclarecimentos do governo sobre obras do VLT

O deputado estadual Zeca Viana (PDT-MT) apresentou requerimento nesta terça-feira (18.04) cobrando explicações do governo do Estado sobre a retomada das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá e Várzea Grande. A principal preocupação de Viana é quanto ao valor que o Estado terá que desembolsar para concluir as obras do VLT e fazer as desapropriações necessárias “Quanto custará a retomada do VLT aos cofres públicos, considerando o valor gasto até a presente data? Por que a obra do VLT ficou parada por mais de dois anos e somente agora houve manifestação de retomada? Esse lapso temporal onerou o Estado de Mato Grosso em quantos reais? Qual será o regime ou modalidade de licitação para conclusão das obras do VLT?”, são algumas das questões levantadas por Zeca. “Muitas dessas perguntas eu fiz para o ex-secretário da Agecopa aqui nesse plenário e não tivemos resposta exata até agora. Então, eu gostaria que o governador e o secretário de Cidades nos informe qual vai ser o custo real do VLT e quem vai subsidiar esse custo”, completou. Zeca Viana ainda apresentou requerimento cobrando da Mesa Diretora a entrega de uma cópia do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa do Mundo em Cuiabá. O documento aponta diversas irregularidades na documentação das obras do VLT e deverá ser pela Assembleia Legislativa votado nos próximos dias. “Já está em tramitação nesta Casa de Leis o projeto de Resolução que aprova o relatório da CPI, então quero tomar conhecimento do que diz este relatório antes de votar, para tomar conhecimento dessa a investigação feita pelos meus colegas deputados”,...

Zeca Viana pede urgência ao governo no repasse de recursos para Apaes em Cuiabá e mais 16 municípios

Em mais uma ação para colocar em prática a Lei Complementar 527/2014, de sua autoria, o deputado Zeca Viana (PDT-MT) apresentou 17 indicações ao governador Pedro Taques (PSDB) e ao secretário de Trabalho e Assistência Social, deputado licenciado Max Russi (PSB), para eles repassarem “urgente” recursos às Apaes de Cuiabá, Rondonópolis, Tangará da Serra e mais 14 municípios de Mato Grosso. As indicações foram apresentadas na sessão da Assembleia Legislativa da terça-feira à noite (4/4).  Zeca Viana elaborou a lei para que as instituições que tratam pessoas com deficiência tenham 10% do valor arrecadado do Fundo Estadual de Erradicação da Pobreza. Há 3 anos ele atua para que organizações como a Apae e a Fundação Pestalozzi tenham verba pública para a sua manutenção. “As Apaes e Pestalozzi fazem um trabalho muito importante. Essas instituições necessitam do dinheiro público, pois não têm arrecadação própria. O atendimento delas depende de promoções beneficentes e contribuições espontâneas das pessoas”, afirma Zeca Viana. Além de Cuiabá e as outras duas cidades, os municípios para os quais o deputado apresentou as indicações para as Apaes receberem recursos foram: Colíder, Querência, Denise, Lucas do Rio Verde, Barra do Bugres, Poconé, Nova Guarita, Vera, Campo Novo do Parecis, Tapurah, Terra Nova do Norte, Aripuanã, Alta Floresta e Nova Canaã do Norte. No ano passado, o deputado realizou uma audiência pública na Assembleia Legislativa e trouxe a Cuiabá cerca de 60 representantes de Apaes e instituições para ouvir do governo o motivo do não repasse de dinheiro, mesmo com a lei existente que autoriza a liberação da verba. Na ocasião, o secretário de Trabalho e Assistência Social, Valdiney...