Confira as palestras do curso “Potencial Energético Agroindustrial de Mato Grosso”

Em busca de alternativas para incrementar a renda dos pequenos produtores rurais e estimular a produção sustentável, a Frente Parlamentar da Suinocultura, presidida pelo deputado Zeca Viana (PDT-MT), realizou nesta terça-feira (13) o workshop “Potencial Energético da Cadeia Agroindustrial da Suinocultura”, com apoio da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).   Confira as palestras na íntegra: Dr. Ivo Dorileo – Destaques da matriz energética mato-grossense   Custódio Rodrigues – Situação atual e perspectivas da suinocultura em Mato Grosso   Dr. Mauro Berni – Aproveitamento do potencial energético da suinocultura em MT...

Viana propõe devolução de R$ 80 mi da AL para a Saúde e defende Fethab dos municípios

O deputado Zeca Viana propôs nesta segunda-feira (29), durante audiência pública com 63 prefeitos de Mato Grosso, que a Assembleia Legislativa devolva R$ 80 milhões ao Estado para ajudar no pagamento das dívidas da Saúde. Em contrapartida, o governo não poderá utilizar a parte dos recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) para quitar esses débitos. “Nós da oposição achamos que o governo tem que cortar nos gastos superficiais, frear os investimentos, e pagar as dívidas da Saúde, porque essa é a prioridade. E somos a favor de que a Assembleia devolva os R$ 80 milhões que tem de sobra para o governo investir em Saúde, ao invés de fazer emendas para os deputados, como tinha sido falado até então”, propôs. A devolução de R$ 80 milhões da Assembleia para o governo do estado foi proposta inicialmente pelo deputado Eduardo Botelho, presidente da Casa. Contudo, a ideia inicial era investir esses recursos em obras de infraestrutura urbana, reservando ainda um percentual para a área da cultura. Zeca ainda defendeu a parcela do Fethab que é repassada aos municípios, argumentando que o governo Pedro Taques (PSDB) não pode fazer os prefeitos pagarem a conta pelos erros da administração estadual. “Eu sou do agronegócio e lutei pelo Fethab, para que ele fosse repassado aos municípios para melhorar a situação dos prefeitos. E não podemos deixar o governo meter a mão nessa pequena parcela dos municípios. O Estado já fica com a maior parte do Fethab e não tem prestado contas de onde está gastando esse dinheiro”, disse Zeca. A proposta de Zeca foi aprovada por deputados e prefeitos presentes,...

Técnicos e produtores rurais debatem tecnologia na criação de suínos

Técnicos e produtores rurais participaram nesta quarta-feira (24) do Curso de Capacitação de Suinocultores, realizado por meio de uma parceria entre a Frente Parlamentar da Suinocultura, presidida pelo deputado Zeca Viana (PDT-MT), e Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat). Abrindo os trabalhos, Zeca Viana apontou que o objetivo da parceria entre a FPS e a Acrismat é criar um programa estadual incentivo e capacitação da suinocultura, levando conhecimento e tecnologia para os produtores familiares. “Sou oriundo da agricultura familiar e sou defensor de ações concretas e atividades rentáveis para melhorar a produção e a vida do pequeno produtor. Temos uma tecnologia avançada no estado, mas concentrada nas mãos de grandes produtores. É preciso levar esses benefícios também ao pequeno produtor”, defendeu Zeca. Para garantir a democratização da tecnologia de produção, a Frente Parlamentar da Suinocultura e a Acrismat buscaram o apoio da Embrapa Aves e Suínos, de Concórdia (PR), que enviou um time de especialistas para apresentarem as novas tecnologias e melhoramentos genéticos que estão sendo desenvolvidos. “O grande desafio é levar sanidade e critérios mínimos para esses rebanhos. É difícil, mas é possível. É por isso que nós viemos para cá, para mostrar a importância da bioseguridade e da sanidade dos rebanhos, mas existe todo um conjunto de condições sociais que a gente tem que dialogar”, explicou Marcelo Miele, doutor em Economia, pesquisador e chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Suínos e Aves. Diretor executivo da Acrismat, Custódio Rodrigues explicou que um dos objetivos do encontro é formar uma rede de órgãos que atuem de forma integrada para garantir capacitação, recursos e apoio aos...

Zeca Viana apresenta requerimento para criar CPI da Arapongagem em MT

O deputado estadual Zeca Viana (PDT-MT) apresentou nesta terça-feira (23) requerimento para abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o esquema de escutas ilegais de deputados, jornalista e médicos em Mato Grosso. “Eu sei da dificuldade que nós estamos tendo aqui de fazer nosso papel de legítimo representante do povo, de fiscalizar o Executivo. Eu sei que a base do governo é contra, nós estamos com cinco assinaturas, e nós vamos entregar hoje o requerimento e se acharem por bem, apoiem”, disse o parlamentar. Até o momento, assinaram o requerimento da CPI apenas os deputados Allan Kardec (PT), Valdir Barranco (PT), Janaína Riva (PMDB) e Silvano Amaral (PMDB), além do próprio Zeca. Defendendo a necessidade de um trabalho independente do Legislativo para apurar as denúncias de arapongagem em Mato Grosso, Viana afirmou que a Casa de Leis não pode ficar omissa enquanto deputados são alvo de interceptações ilegais. “Nós não podemos nos omitir em um momento como esse. Não adianta esses deputados que estão se recusando a assinar a CPI, depois vai aparecer o nome de vocês no grampo, e vocês vão pedir para consertar a situação. Nós da oposição estamos fazendo nosso papel desde já”, afirmou. Zeca revelou ainda que os cinco deputados da oposição estão trabalhando para pedir na Justiça o afastamento e punição de todos os envolvidos no esquema ilegal de grampos. “Nós cinco estamos buscando, junto com advogados, para pedir o afastamento de todas as pessoas envolvidas nesse caso dos grampos, porque é inaceitável vivermos esse projeto de ditadura em nosso Estado. O governador extrapolou todos os limites”,...

Zeca Viana defende CPI para investigar grampos ilegais em Mato Grosso

O deputado estadual Zeca Viana (PDT-MT) defendeu a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a interceptação telefônica ilegal de deputados, jornalista e médicos em Mato Grosso. A afirmação foi feita em entrevista ao Jornal do Meio-Dia da TV Record, nesta terça-feira (16). “Nós vamos apresentar o requerimento dessa CPI e, pelo que estamos sabendo, a tropa de choque do governo não está muito afim de assinar. Por isso nós temos uma certa necessidade de ter acesso a essa lista para ver se tem outros deputados, porque eu não acredito que um deputado que está na lista do grampo vai deixar de investigar esse caso”, disse. Zeca disse afirmou que está claro que as interceptações ilegais denunciadas pelo promotor Mauro Zaque eram de conhecimento do alto escalão do governo Pedro Taques (PSDB), especialmente o ex-secretário-chefe da Casa Civil e primo do governador, Paulo Taques. “O fato é tão claro e notório. Segundo a própria imprensa, e está lá no relatório, uma suposta amante do secretário da Casa Civil foi grampeada. Ora, que outra pessoa teria interesse nesse grampo dela?”, argumentou Zeca. O deputado comentou ainda que esteve reunido com o desembargador Rui Ramos, presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), juntamente com os deputados Janaína Riva (PMDB), Valdir Barranco (PT), Allan Kardec (PT) e Silvano Amaral (PMDB), para pedir correição nas varas criminais de Mato Grosso, a fim de apurar se há outras escutas ilegais no esquema “barriga de aluguel”. “O Tribunal de Justiça já tomou providência, está fazendo uma investigação sigilosa e aí nós estamos aguardando a PGR, porque é quem vai determinar...

Zeca aciona Ministério Público para fiscalizar acordo entre governo e Consórcio VLT

Preocupado com possíveis prejuízos aos cofres públicos, o deputado Zeca Viana (PDT-MT) pediu ao Ministério Público Estadual (MPE) que tome providências quanto à proposta do governo do Estado de pagar R$ 922 milhões para retomar as obras do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) com o mesmo consórcio construtor. O documento foi protocolado na última quarta-feira (26), mesmo dia em que a Assembleia Legislativa (ALMT) aprovou relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa, que apontou inúmeras irregularidades no contrato e na execução das obras do VLT em Cuiabá e Várzea Grande. “Se nós temos um parecer [da CPI] de que esse consórcio [do VLT] não pode continuar, porque já roubaram o que puderam no tempo do ex-governador Silval Barbosa, como vamos continuar com esse pessoal? Como o Estado vai aguentar essas falcatruas? Onde está a seriedade desse governo?”, questiona Zeca. O parlamentar argumenta ainda que o relatório da CPI recomenda que o Consórcio VLT devolva R$ 315 milhões ao Estado devido às irregularidades constatadas na investigação. Contudo, a proposta do governo prevê o pagamento de mais de R$ 300 milhões ao consórcio referente a obras supostamente realizadas e não pagas pela gestão Silval Barbosa (PMDB). “Se nós pagarmos esse valor estaremos avalizando tudo que o Silval fez de errado nessas obras da Copa. Estaria então tudo certo. Não pode ser assim. Eles têm que devolver dinheiro ao Estado, porque fizeram tudo errado. Tá aí na cidade, pra todo mundo ver”, disse. Consta ainda no pedido de providências que uma empresa, a China Railway Engineering Corporation (CREC), apresentou proposta para concluir as obras do VLT por R$...