Mato Grosso será o primeiro estado do Brasil a oferecer equoterapia pelo SUS

As redes públicas de saúde e de ensino de Mato Grosso poderão disponibilizar a equoterapia às pessoas com deficiência. É o que prevê o Projeto de Lei nº 591/2015, de autoria do deputado Zeca Viana (PDT-MT), que inclui a equoterapia no rol de tratamentos terapêuticos dos sistemas públicos de saúde e de ensino. “É extremamente importante implantarmos a equoterapia no sistema educacional e no sistema de Saúde. Está cientificamente comprovado que é eficiente o método, porque dá um estímulo mais rápido ao paciente. Só quem tem um parente deficiente na família, e eu agora tenho um filho cadeirante, é que sabe como a equoterapiaé importante e boa”, disse Zeca. O projeto de lei havia sido vetado pelo governador Pedro Taques (PSDB), que alegou incompetência da Assembleia Legislativa para criar novas atribuições para as secretarias de Estado. Contudo, a tese do Executivo foi rechaçada pelo Parlamento, que derrubou o veto com 17 votos favoráveis e apenas um contrário. O líder do governo na Assembleia, deputado DilmarDal’Bosco (DEM) chegou a elogiar a iniciativa do deputado Zeca Viana e liberou a bancada governista para votar pela derrubada do veto. O projeto de lei também foi aclamado pelo presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (PSB). “Eu acho que é um projeto extremamente importante, por isso nós estamos liberando toda a bancada para votar pela derrubada do veto. Parabéns ao deputado Zeca Viana”, disse Dilmar. “Quero salientar aqui a importância desse projeto do deputado Zeca Viana para as pessoas que têm, dentro da família, uma pessoa com deficiência”, disse Botelho antes de iniciar a votação. Conforme a Associação Nacional de Equoterapia (Ande-Brasil), a equoterapiaé...